Pular para o conteúdo principal

Investir em marketing digital requer análise prévia

Ilustração para o artigo sobre investimento em marketing digital de forma estratégica.
De acordo com estudos recentes divulgados pela Borrell Associates, as empresas de todo o mundo investirão aproximadamente US$ 65 bilhões somente em SEO para este ano de 2016. Os números são expressivos, mas o mesmo estudo alerta que boa parte desse investimento será um verdadeiro desperdício. Isso acontece porque muitas agências de SEO prometem altas taxas de conversões e muito tráfego orgânico, mas nem sempre é verdade.

Gerar muito tráfego não significa mais ou melhores conversões. Dependendo do nicho de mercado, a otimização de site não atenderá as necessidades das empresas, de tal forma que para muitos casos a publicidade em mídia impressa não daria resultado. Esse é um ponto muito importante. Antes de investir em marketing digital, é preciso realizar uma profunda análise de público, estimativa de custo e resultado, previsão de tráfego orgânico ou patrocinado. Somente assim é possível utilizar a estratégia mais adequada.

O marketing digital consiste em várias soluções, como:

  • SEO: otimização de site para gerar tráfego orgânico;
  • Adwords ou Links Patrocinados: anúncios nos principais buscadores e seus sites parceiros;
  • Redes Sociais: conteúdo orgânico e patrocinado para gerar tráfego e engajar a marca;
  • Inbound Marketing: geração de leads por meio de conteúdo, e claro, focado na conversão final do processo;
  • Desenvolvimento de sites e landing pages: é sempre importante manter um site atualizado ou lançar novas páginas de alta qualidade;
  • E-mail Marketing: não é apenas disparar e-mails, mas qualificar a lista de contatos e enviar conteúdo estratégico;

Há outras ações, porém, as mais evidentes foram citadas. Você acha que todas as soluções são cabíveis para o seu negócio? Não. Cada caso é um caso. Nem sempre SEO poderá obter um bom resultado porque depende do nicho de mercado que sua empresa atua. Para outras, é a melhor solução, principalmente para quem trabalha com produtos e serviços muito procurados pelos internautas.

O caso mais problemático é quando uma empresa precisa aumentar o tráfego orgânico e a presença nos buscadores e tem um site não amigável, isto é, o sistema não permite aplicar muitas melhorias essenciais nos códigos e na estrutura de navegação. Mesmo assim, há profissionais e agências que prometem o SEO como a melhor alternativa para aumentar visibilidade e vendas. Mentira. Antes de tudo, nesse cenário em particular, se faz necessário desenvolver um novo site amigável.

Outro exemplo é afirmar que Inbound Marketing é solução para todas as empresas. Não é bem assim. Há casos que é inviável produzir conteúdos, ou o comportamento do público alvo não compete oferecer conteúdo gratuito.

A internet não faz milagre, mas se houver planejamento e estudo, aí sim é uma ferramenta incrível para aumentar os negócios, inclusive em tempos de crises, ao qual os usuários pesquisam mais para economizar ou encontrar o melhor custo/benefício.

Comentários

Jornalista Paulo Augusto Sebin

Jornalista formado em 2009 pela Unopar. Desde 2011 atua na área de marketing digital, especialmente como especialista em SEO e produção de conteúdos otimizados. Também atua na otimização de conteúdo para estratégias de Inbound Marketing. Especializado em Marketing de Busca. Trabalhou em projetos de assessoria de imprensa para diversas empresas e comunicação comunitária, principalmente em emissora de rádio comunitária. Fundou jornal impresso destinado para grupo de empresários lotéricos de Londrina.
Selo de Certificados Google do Paulo Sebin
Certificado Inbound Marketing

Postagens mais visitadas deste blog

O que é SEO On Page e Off Page?

Links em fórum de discussão são ruins?

Texto para loja online - e-commerce

Como vender roupa infantil pela internet