AD (728x60)

Copyright Text

sábado, 5 de novembro de 2016

Colocar site no resultado do Google em dispositivos móveis: mudanças profundas

Compartilhe
Otimização de sites para dispositivos móveis para divulgar site no resultado Google
O buscador Google tem diversos tipos de robôs de varredura. Tem para Desktop (Googlebot), dispositivos móveis (Googlebot-Mobile), leitura e interpretação de páginas para exibição de publicidade da rede de display (Mediapartners-Google), leitura e interpretação do índice de qualidade das páginas de destino em campanhas do Adwords (Adsbot-Google), para indexação de imagens (Googlebot-Images), entre outros.

No início de novembro, por meio do blog oficial para Webmasters, a Google anunciou que toda a análise de classificação de resultados em dispositivos móveis será independente da versão desktop (computadores). Essa novidade gerará um enorme impacto nas estratégias de colocar site no resultado do Google em dispositivos móveis, e por incrível que pareça, até em resultados acionados em computadores. Entenda.

Até então, os sistemas de classificação da gigante de busca ainda costumava olhar a versão desktop do conteúdo de uma página para avaliar a sua relevância ao usuário para todos os canais de pesquisas. O robô para smartphones tinha apenas a função de rastrear as novas páginas, mas grande parte do processo de classificação pelo algoritmo ainda dependia da interpretação universal para computadores.

À partir de agora, o Google iniciou experimentos que o algoritmo analisa primeiramente a versão para dispositivos móveis para determinar a relevância dos sites, a análise para desktop fica em segundo plano. O mais impactante é que com essa mudança fatores negativos encontrados em dispositivos móveis serão refletidos em resultados de pesquisas realizados em computadores.

Breve resumo da operacionalização dos critérios de classificação

Como colocar site nos resultados de buscas do Google com design responsivo

Como era


  1. O robô para computadores (Googlebot) rastreava as páginas e determinava a classificação de acordo com os mais de 200 fatores do algoritmo. A ordem de classificação era diretamente influenciada para o robô dispositivos móveis.
  2. O robô para dispositivos móveis (Googlebot-Mobile) tinha a função máxima de apenas indexar as páginas e aplicava critérios de classificação em smartphones, por exemplo, em questões muito pontuais - como interpretação da responsividade - mas boa parte dos critérios de classificação ainda eram determinados pelo robô convencional.

Como será à partir de agora o desafio de colocar site no Google


  1. O robô para dispositivos móveis (Googlebot-Mobile) assumirá a principal importância primária de indexação. As determinações serão diretamente influenciadas pelos 200 fatores de classificação - mais os adicionais. A ordem de classificação passa a afetar os resultados em pesquisas Google realizadas em computadores.
  2. O robô para computadores (Googlebot) passa a ter função secundária e os critérios de classificação passam a receber uma enorme carga das relevâncias analisadas pelo robô de dispositivos móveis.

Íntegra traduzida do anúncio oficial da Google


Atenção: as mudanças ainda estão em fases de testes e será concluída nos próximos meses. Destaque para os trechos em negrito.

"Hoje, a maioria das pessoas estão usando Google em dispositivos móveis. No entanto, os nossos sistemas de classificação ainda costuma olhar a versão desktop do conteúdo de uma página para avaliar a sua relevância para o usuário. Isso pode causar problemas quando a página móvel tem menos conteúdo do que a página de desktop porque nossos algoritmos não estão avaliando a página real que é visto por um pesquisador móvel.

Para fazer com que nossos resultados sejam mais úteis, nós iniciamos os experimentos para fazer nosso índice móvel a prioridade principal das classificações. Embora nosso índice de pesquisa continuará a ser um único índice de sites e aplicativos, nossos algoritmos acabará por usar principalmente a versão móvel do conteúdo de um site para classificar as páginas, para entender dados estruturados, e para mostrar trechos de essas páginas em nosso resultados. É claro que, enquanto o nosso índice será construído a partir de documentos móveis, vamos continuar a construir uma grande experiência de pesquisa para todos os usuários, quer sejam provenientes de dispositivos móveis ou de desktop.

Entendemos que isso é uma mudança importante na nossa indexação e levaremos a sério. Vamos continuar a experimentar cuidadosamente ao longo dos próximos meses em pequena escala e vamos seguir com esta mudança, pois estamos confiantes de que temos uma grande experiência do usuário. Embora nós estamos apenas começando este processo, aqui estão algumas recomendações para ajudar webmasters a se preparar para impactantes mudanças, enquanto movemos nos algoritmos para tornar páginas móveis como fator principal das determinações de resultados globais em todos os canais de pesquisa.

  1. Se você tem um site responsivo ou um site de exibição dinâmica que o primeiro conteúdo e marcação é equivalente em todos os dispositivos, você não precisará mudar nada.
  2. Se você tem uma configuração do site onde o conteúdo primário e marcação é diferente entre os dispositivos, você deve considerar fazer algumas mudanças no seu site.
  • Certifique-se a servir de marcação estruturada, tanto para o ambiente de trabalho e a versão móvel.
  • Certifique-se de que os dados estruturados são lidos corretamente tanto em dispositivos móveis quanto em computadores por parte do robô. Insira as URLs de ambas as versões para a ferramenta de teste de dados estruturados e compare as leituras.
  • Ao adicionar dados estruturados para um site móvel, evite a adição de grandes quantidades de marcação que não é relevante para o conteúdo da informação específica de cada documento ou conteúdo.
  • Use a ferramenta de teste de robots.txt (função disponível na propriedade de seu site no Console Search) para verificar se a versão móvel é acessível a Googlebot.
  • Sites não tem que fazer alterações em seus vínculos canônicos. Vamos continuar a usar esses links como guias para servir os resultados apropriados para um usuário procura no desktop ou móvel. Jà que a versão dispositivo móvel será a primeira entrada, não há necessidade em se preocupar com os canônicos.
  • Se você é proprietário de um site que só tem propriedade para desktop no Search Console,  adicione e verifique a sua versão móvel.
  • Se você só tem um site desktop, nós vamos continuar a indexar o seu site de desktop muito bem, mesmo nós estarmos usando um agente de usuário móvel para ver o seu site. Leve em consideração que a determinação de qualidade pode ser afetada.
  • Se você está construindo uma versão móvel do seu site, tenha em mente que um site orientado para o ambiente de trabalho funcional pode ser melhor do que uma versão móvel quebrado ou incompleto do site. É melhor para você construir o seu site móvel e lançá-lo quando estiver pronto".

Portado por Dohantan Phan - gerente de produto da Google - Estados Unidos

Como colocar site no resultado de busca do Google se o mesmo não estiver preparado para dispositivos móveis?


Conforme o anúncio oficial, o mecanismo de busca continuará a indexar normalmente a versão desktop. Porém, a ausência de uma versão responsiva pode, dependendo da concorrência, isto é, se eles possuem versões responsivas, afetar negativamente posicionamentos orgânicos. Não tem jeito. Se não tem uma versão responsiva, chegou a hora de correr atrás do tempo perdido.

Marcações ou categoria: Marketing de Busca, Marketing Digital, Todos
Imagem do jornalista Paulo Augusto Sebin

Escrito por

Jornalista especializado em marketing de conteúdo e SEO. Atua em comunicação organizacional e otimização de conteúdos para mecanismos de pesquisas. Já atuou em jornal impresso, assessoria de imprensa e emissora de rádio.


0 comentários:

Postar um comentário

 

Melhores do mês

Entre em contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

  • Logo oficial da agência K2 Comunicação - Marketing Digital
  • Logo oficial do portal de eventos Meu Guru

Siga-me por e-mail

Por que confiar em Paulo Sebin?

  • Especialista em SEO com dezenas de projetos de sucesso.
  • Sempre trabalhou mais de 4 anos por empresa.
  • Certificações Google e Comunicação Social
Copyright © Especialista em SEO e consultor marketing digital - jornalista Paulo Sebin | Layout feito por Templateism.com