AD (728x60)

Copyright Text

terça-feira, 18 de outubro de 2016

O que é semântica e como afeta SEO resultados de buscas

Compartilhe
O significado das palavras e SEO



A tecnologia está em constante evolução. Os resultados de pesquisas do Google - e outros buscadores - são movidos por um programa que contém centenas de fatores de classificação de sites de acordo com as  palavras-chave usadas pelos usuários. Um robô rastreia novas páginas, indexa, armazena e um programa classifica de acordo com a relevância e compressão do conteúdo.

Antes, bastava produzir conteúdo com várias citações da principal palavra-chave e já era possível aparecer bem-posicionado nas pesquisas. Agora, o mecanismo ganhou uma inteligência artificial capaz de compreender os sentidos dos textos de acordo com experiências acumuladas das pesquisas e rastreamentos. Chamamos de semântica de SEO.

Links na internet ainda são influentes


Um dos principais fatores de classificação é a qualidade e quantidade de links em canais da internet. Quanto mais sites, blogs, fóruns, entre outros, possuem links para o seu site, mais relevante é. Esse fator ainda é muito importante para o Google, mas essa realidade parece estar mudando. Agora, o conteúdo de alta qualidade associado com site de ótima estrutura, amigável, ganham força.

O que é semântica

O que é semântica - os significados das palavras

Antes de retratar a respeito da semântica - também conhecido como semiologia - e o quanto isso já está impactando resultados de pesquisas, devemos entender os conceitos.

A semântica é o estudo dos significados das palavras e também das orações, frases, símbolos e imagens, entre outros.

O estudo do significado das palavras pode ser dividido em:

  • Sinonímia: estudo da relação de duas ou mais palavras que possuem significados iguais ou semelhantes. Conhecidos como sinônimos. Exemplo, cachorro e cães; argumentos e alegações; quebra-mola e lombada;
  • Antonímia – relação de palavras que possuem significados diferentes, conhecidas como antônimos: Ex.: amor e ódio; longe e perto.
  • Homonímia – relação de palavras que possuem significações diferentes, porém, possuem a mesma fonética ou estrutura silábica, como acento e assento; para (preposição) e para (verbo);  
  • Paronímia – estudo da particularidade de duas palavras que apresentam semelhança na grafia e na pronúncia, mas têm significações diferentes: eminente e iminente; absolver e absorver;

Na semântica existem as palavras e conceitos por denotação e a conotação.
  • Denotação – Palavras ou frases que remetem ao significado original. Exemplo, "O fogo no fogão"; "A lua do céu"; "Vesti-me de amarelo";
  • Conotação – são palavras ou frases que conotam a várias interpretações. Exemplo,  "Ele vai cair do cavalo" (o sujeito cairá de um animal ou vai acontecer algo de ruim na vida?); A paixão arde por dentro (paixão é sentimento, portanto, não é material para arder como um fogo);

Semântica e SEO


O Google está priorizando muito a qualidade de textos. Está cada vez mais importante ter uma comunicação profissional, textos pensados para os usuários com altíssima qualidade. Mas como o Google pode saber que o texto é de qualidade e quais são os critérios para determinar isso?

Para a resposta, devemos nos remeter ao passado. Em 2013 foi lançada a atualização chamada Hummingbird (Beija-flor, em português). Tem como objetivo aumentar a compreensão da semântica nas buscas, priorizando as intenções dos usuários ao invés das palavras exatas, melhorando a interpretação das buscas que são utilizadas numa linguagem mais natural. Esse recurso surgiu como uma necessidade para atender a demanda de buscas por comandos de voz, muito utilizads em dispositivos móveis.

Na prática, significa que os textos devem ser mais naturais possíveis, não uma coisa robusta. Significa dizer que no texto ou na página a ser o otimizada, deve-se usar sinônimos, antônimos e relacionados da palavra-chave alvo. Digamos que queira escrever um texto sobre "assessoria de imprensa". O texto deve conter termos sinônimos, como "assessoria de comunicação", e também termos relacionados, como "media trainning", "comunicação organizacional", ou seja, são os termos com relações íntimas ou se possível antonímias ao termo de pesquisa alvo.

Produtores de conteúdo com alto conhecimento em SEO - como eu, jornalista - ficam muito felizes, afinal, o texto, as informações são mais importantes e nada melhor do que oferecer alta qualidade quanto a isso.

Chega ao fim o tempo de priorizar códigos e palavras-chave exatas. Chegou o tempo de priorizar a qualidade do conteúdo informativo e publicitário


Entidades e sujeitos - novos cuidados com SEO


Ao construir um conteúdo de qualidade devemos previamente tentar a identificar os sujeitos, entidades, objetos, predicados, sinônimos e antônimos do termo de pesquisa alvo. Dessa vez vamos para um exemplo prático, sem muita teoria para ficar mais compreensível.

Exemplo 1: Supondo que o site da sua empresa retrate sobre "serviço de marido de aluguel em Londrina".

Entidade ou sujeito é: "marido de aluguel"
Sinônimos: "pequenas reformas"; "pequenos reparos"; "pedreiro"
Local: "Londrina"

O conteúdo a ser construído deve levar em consideração o uso desses e outros termos relacionados.

Exemplo 2: Supondo que o site da sua empresa retrate sobre "venda de cascatas para piscinas".

Entidade: Produtos para piscinas
Sujeito é "Cascatas"
Objeto: "para piscinas"
Sinônimos: "cachoeira para piscina"; "Naja para piscina" (tipo de cascata largamente conhecido no segmento).

O conteúdo a ser construído deve levar em consideração o uso desses e outros termos relacionados.

O conceito é simples. Os buscadores querem encontrar conteúdo claro e esclarecedor. E somente textos que trabalham com essas perspectivas são possíveis para atender todas as expectativas dos usuários. O mecanismo de pesquisa tem a capacidade de reunir e entender as relações entre as palavras conforme o tempo e resultados de outras pesquisas e indexações.

Exemplo prático do tratamento da semântica

Exemplo de resultado de pesquisa com recurso semântico
Clique na imagem para ampliar
Repare que os termos de pesquisas "restaurante em Londrina" e "onde comer em Londrina" obtiveram resultados muito semelhantes, isto é, quase as mesmas fontes, Isso acontece por que o mecanismo sabe que as duas palavras-chave utilizadas podem ter as mesmas intenções do usuário. Por isso é importante trabalhar com o conceito de semântica no conteúdo para ampliar as possibilidades de sucessos nas otimizações.

Semântica HTML - marcação de dados Schema


Não se restrinja apenas ao texto. O código HTML também deve ser organizado e ter indicativos sobre elementos básicos do que se trata o seu conteúdo. Isso é possível usando os elementos Schema.org, marcando conteúdo no código para indicar os temas, como Empresa Local, Receita Culinária, Serviços Médicos, Artigos, Páginas de Produtos, entre outros. Consulte a lista completa de marcações em schema.org.

É possível aplicar marcação de dados com microdados, RDF ou JSON (Script), prefiro esse último.

Toda página de produto, por exemplo, quando tem boa estrutura e qualidade, possui as seguintes informações:
  • Nome;
  • Preço;
  • Imagem;
  • Descrição;
  • Condição;
  • Marca;
  • Avaliação de usuários e compradores;
E se eu disser que é possível indicar para os buscadores cada elemento da página de produto? Usando um script personalizado para cada página, acompanhe exemplo abaixo.

<script type="application/ld+json">
{
  "@context": "http://schema.org/",
  "@type": "Product",
  "name": "NOME DO SEU PRODUTO",
  "image": "http://SEUSITEcom.br/arquivos/NOME-DA-IMAGEM-DO-PRODUTO.jpg",
  "description": "TODA A DESCRIÇÃO DO SEU PRODUTO",
  
  "brand": {
        "name": "MARCA DO PRODUTO"
  },
  "aggregateRating": {
    "@type": "AggregateRating",
    "ratingValue": "4.4",
    "reviewCount": "89"
  },
  "offers": {
    "@type": "Offer",
    "priceCurrency": "BRL",
    "price": "159.90",
    "itemCondition": "http://schema.org/NewCondition",
    "availability": "http://schema.org/InStock",
    "seller": {
      "@type": "Organization",
      "name": "NOME DA SUA LOJA OU ORGANIZAÇÃO"
    }
  }
}
</script>

Lembre-se: consulte o site schema.org para encontrar todas as possibilidades de marcações de códigos para indicar aos buscadores todas as informações sobre o conteúdo que você trabalha, seja ele um blog, site institucional ou loja virtual.

O assunto é complexo, mas com esse artigo espero ao menos dê uma luz sobre a nova realidade dos buscadores.
Marcações ou categoria: Marketing de Busca, Marketing de Conteúdo, Marketing Digital, Todos
Imagem do jornalista Paulo Augusto Sebin

Escrito por

Jornalista especializado em marketing de conteúdo e SEO. Atua em comunicação organizacional e otimização de conteúdos para mecanismos de pesquisas. Já atuou em jornal impresso, assessoria de imprensa e emissora de rádio.


0 comentários:

Postar um comentário

 

Melhores do mês

Entre em contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Siga-me por e-mail

Por que confiar em Paulo Sebin?

  • Especialista em SEO com dezenas de projetos de sucesso.
  • Sempre trabalhou mais de 4 anos por empresa.
  • Certificações Google e Comunicação Social
Copyright © Especialista em SEO e consultor marketing digital - jornalista Paulo Sebin | Layout feito por Templateism.com