AD (728x60)

Copyright Text

terça-feira, 12 de abril de 2016

Publicar notícia no Google com SEO para jornalismo

Compartilhe
Publicar notícia no Google com SEO para jornalismo

Há anos que o jornalismo impresso enfrenta uma forte crise mercadológica. Já citei muitos dados e exemplos por aqui. Isso é bem ruim tanto para jornalistas, pois diminuem entradas no mercado de trabalho, quanto para a qualidade do jornalismo à população, afinal, são menos fontes noticiosas.

Um dos principais responsáveis pelo fechamento de jornais impressos e revistas é a internet. Melhor dizendo, o Google. A nova geração não procura informações em uma banca de jornal e há cada vez menos assinantes de revistas segmentadas. Em poucos minutos, com poucas palavras-chave no Google ou outro buscador, como toque de mágica, qualquer informação de interesse do usuário está disponível facilmente, sem pagar nada por isso.

De acordo com a pesquisa sobre uso de tecnologias de informação e comunicação nos domicílios brasileiros (TIC Domicílios 2014), mais de 90% dos usuários realizam pesquisas sobre produtos, serviços e notícias no Google.



Como publicar notícias nas primeiras posições do Google


Primeiramente recomendo a leitura do artigo O que é SEO On Page e Off Page, contém informações técnicas sobre metodologias de SEO.

Muitos blogueiros, jornalistas e donos de sites jornalísticos acreditam que basta publicar um conteúdo e pronto, os usuários vão surgir milagrosamente. Não é assim que funciona. Nem mesmo as fontes mais famosas conseguem sucesso para todas as publicações.

O programa de indexação do Google tem mais de 200 fatores de classificação, incluindo detalhes técnicos, qualitativos, quantitativos e regras de diretrizes, que associados, entrega resultados de pesquisas de acordo com as palavras-chave e localizações dos usuários. Publicar notícia no Google nas primeiras posições é difícil. Não dependa apenas das redes sociais ou investimentos em links patrocinados para gerar tráfego, pois assim é um caminho mais curto para o fracasso.

SEO para jornalismo



Não se resume apenas aparecer notícias nas primeiras posições de resultados convencionais. Atualmente há uma variedade enorme de possibilidades para atrair usuários organicamente. Abaixo elenco as principais formas de publicar e disponibilizar notícia no Google.

Google News

Exemplo de resultado de notícia no Google sobre a política brasileira


A busca por informações é algo tão importante que até o Google criou um mecanismo de resultado e classificação exclusivos, chamado de Google News. Os usuários podem tanto procurar notícias diretas quanto o Google entrega notícias nos resultados convencionais.

Ter um conteúdo em posição privilegiada é muito complexo, pois envolve diversos fatores que serão resumidos ao longo desse artigo. Conseguir ser destaque dentre milhões de páginas precisa focar na qualidade do conteúdo e fatores técnicos do HTML.

Só para ter uma ideia, o termo de pesquisa "Política no Brasil" teve mais de 9 milhões de páginas relacionadas.

Cadastro de notícias

Obviamente que o site e o blog precisam participar de um cadastro e deverão ser aprovados por algum funcionário do Google. Isso garante que de fato fontes de alta qualidade são utilizadas.

O primeiro passo é inscrever seu site para conteúdos na Central de Editores (obrigatório provar que você é dono do site por meio da vinculação ao Search Analytics). Se aprovado, as notícias serão disponibilizadas no sistema de busca, mas isso não é garantia que terá primeiras posições para as mais importantes palavras-chave. Para conseguir resultados satisfatórios, é necessário realizar melhorias com técnicas de SEO que atendem as exigências do Google. Otimização básica consiste:

  • Conteúdos indexáveis e de fáceis leituras pelos buscadores (HTML otimizado).
  • Conteúdos recentes terão prioridades.
  • Textos devem ser exclusivos, isto é, jamais copiados de outras fontes. Chamo atenção quanto a materiais de assessoria de imprensa. Não reproduza releases na íntegra. Assessoria de imprensa focada à mídia impressa é inimiga do marketing de busca.
  • Otimize títulos de páginas (tag title é diferente do título da reportagem).
  • Otimize a meta descrição.
  • Otimize tamanhos das imagens e respectivos textos alternativos.
  • Diversidade dos conteúdos.
  • Citações do seu site ou blog em diversos canais da internet. Uma das ações de SEO é justamente divulgar os conteúdos em diversos canais. Quanto mais links tiver, mais autoridade Google atribui.
  • Reportagem ou postagem em blog aprofundada de informações.
  • Trabalhar com conteúdos embutidos, como vídeos, infográficos, slides, entre outros.
Não cabe à esse artigo explicar pontualmente as técnicas de SEO, mas resumir ações e assim deixar claro como reportagens podem atrair muitos visitantes por meio dos resultados orgânicos das pesquisas.

Qualquer site ou blog que produza conteúdos noticiosos pode se cadastrar e aparecer nos resultados do Google. Isso significa que você é capaz de concorrer com grandes portais, basta aplicar corretamente as técnicas de otimização, atender as diretrizes dos buscadores e ter os textos de qualidade de acordo com as mensurações dos buscadores.


Resultados de imagens

Uma boa imagem chama mais atenção do que qualquer texto. O maior buscador do planeta exibe resultados exclusivos para imagens, e também há fatores de classificação. Uma otimização básica consiste:


  • Palavras-chave mais importantes nos textos alternativos de cada imagem.
  • Os arquivos precisam ter, se possível, menos de 100KB de tamanho em disco.
  • Palavras-chave mais importantes em torno dos conteúdos da página onde a imagem está presente.
Resultado de imagem para Londrina
Exemplo de resultado com imagem para termo "Londrina"

Resultados de vídeos

O Youtube, por exemplo, é o segundo maior buscador do mundo. Só no Brasil, os internautas consomem mais conteúdos em vídeos na internet do que na Televisão. Sabendo disso, nem é preciso dizer a importância de oferecer informações jornalísticas em vídeos. Otimização básica consiste:

  • Título com palavra-chave mais importante, atrativo.
  • Descrição de alta qualidade, com detalhes sobre tudo o que retrata o vídeo. Se necessário, publique a decupagem do material.
  • Coloque os termos mais relevantes nas tags.
  • O começo do vídeo precisa prender a atenção do usuário. Quanto mais tempo de exibição em relação ao número de acessos, mais relevante é seu vídeo.
  • Convide os usuários a assinarem o canal e principalmente curtirem o vídeo. Isso impulsiona a relevância.
  • Coloque links na descrição para conteúdo relacionado ao tema do vídeo.
  • Compartilhe nas redes sociais, inclusive em grupos do Facebook, Google+ e LinkedIn.
O maior exemplo de como o jornalismo pode ser bem utilizado na internet, basta acompanhar a emissora Jovem Pan. Eles transmitem os programas ao vivo pelo streaming, por meio do aplicativo JP, Youtube e pelo site da emissora. Muitos conteúdos são produzidos tanto para a rádio quanto para quem acompanha pela internet. Basicamente, a Jovem Pan está se tornando multicanal, oferecendo a mesma notícia para ouvintes no rádio, telespectadores, podcasts, reportagens escritas no portal, entre outros.

Exemplo resultado de vídeo - Paulo Sebin
Exemplo resultado de vídeo - Paulo Sebin


Blogs

Há muito tempo que o Google trata conteúdos de blogs por igual a reportagens de grandes portais. Isso mesmo. O canal não faz diferença aos buscadores. O que vale mesmo é a exclusividade e qualidade do conteúdo publicado.

Por isso tantos blogueiros fazem sucesso na internet, ganham dinheiro com diversas monetizações. Eu, por exemplo, tenho três blogs hoje relevantes graças às ações de SEO. O mais famoso deles é o Saboreie Receitas, ao qual conta com mais de 300 mil seguidores no Facebook (até a data dessa postagem),  mais de 50 mil visitas mensais e uma base de contatos enorme.

Exemplo de resultado Saboreie Receitas
Exemplo de resultado Saboreie Receitas


Um dos segredos para jornais e empresas de qualquer segmento é ter um blog com conteúdo atrativo, único, bom o suficiente para cativar a atenção do público e viralizar. Otimização consiste em:

  • Artigos exclusivos. Seja qual for o tema, nunca copie textos dos outros.
  • Seja criativo. Faça artigos de acordo com as necessidades dos usuários ou tendências de pesquisas.
  • Insira palavras-chave mais importantes no texto e no título da postagem, inclusive na tag title.
  • Otimize a estrutura de navegação do seu blog. Deve ser objetiva e facilitada.
  • Produza artigos aprofundados, baseados em muitas pesquisas.
  •  Divida os textos em subtítulos marcados com tags head, sendo o título H1, subtítulos H2, e assim por diante.
  • Nunca trabalhe só com texto. Adicione no mínimo uma imagem. Se possível, coloque vídeo, infográfico, podcast, link para alguma fonte importante, entre outros.

Podcasts

Formato de áudio, geralmente em MP3 disponível para streaming. Os usuários podem acessar uma programação ou entrevista ao vivo, ou até mesmo de uma gravação disponível em alguma página do seu blog ou site. É uma nova maneira de consumir conteúdo, como se fosse um rádio, mas acessível para qualquer pessoa em qualquer lugar. Otimização consiste em:

  • Trabalhe com um aplicativo para smartphone, criando um canal de arquivos de seus podcasts, bem organizados por temas e pautas.
  • Publique os podcasts em páginas do seu site ou blog, com título atraente e descrição para contextualizar o que o usuário irá ouvir no podcast embutido.
  • Compartilhe nas redes sociais e mídias colaborativas, como fóruns de discussão, comentários em blogs relacionados, entre outros.
  • Não publique apenas em canais públicos, como Sound Clound. Publique principalmente no seu site, dentro do seu servidor. Afinal, serviços gratuitos de streaming podem sair do ar e você não terá direito a reclamar.
O ponto crucial é entender que mesmo sendo uma fonte noticiosa pouco conhecida, como blogueiro, é possível atrair muitos internautas graças com SEO para jornalismo.
Marcações ou categoria: Jornalismo, Marketing de Busca
Imagem do jornalista Paulo Augusto Sebin

Escrito por

Jornalista especializado em marketing de conteúdo e SEO. Atua em comunicação organizacional e otimização de conteúdos para mecanismos de pesquisas. Já atuou em jornal impresso, assessoria de imprensa e emissora de rádio.


2 comentários:

  1. Comentaram no meu blog também sobre uma ferramenta útil para o compartilhamento de conteúdo, ainda estou explorando a ferramenta para ver as possibilidades dela. Você por acaso ouviu falar ou fez uso de algum impulsionador de artigo? É o que eu basicamente entendi sobre a plataforma feedHi (o site deles é esse: http://feedhi.com/ e tem até plugin para WordPress).

    Curioso para saber seu ponto de vista.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não conheço a ferramenta, e obrigado por compartilhar. Confesso que li os textos dos sites e não entendi ao certo como funciona o compartilhamento de conteúdo. Meu receio é que aconteça o mesmo com Facebooks Ads, quando as campanhas são ruins. Geram curtidas, mas não engajamento. Qual é qualidade dos grupos e pessoas envolvidas pela ferramenta? Pode gerar métricas e curtidas, mas poucos engajamentos. Temos que testar.

      Excluir

 

Melhores do mês

Entre em contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Siga-me por e-mail

Por que confiar em Paulo Sebin?

  • Especialista em SEO com dezenas de projetos de sucesso.
  • Sempre trabalhou mais de 4 anos por empresa.
  • Certificações Google e Comunicação Social
Copyright © Especialista em SEO e consultor marketing digital - jornalista Paulo Sebin | Layout feito por Templateism.com