AD (728x60)

Copyright Text

terça-feira, 5 de janeiro de 2016

Como saber se site é seguro para compras e navegação?

Compartilhe
Ilustração sobre segurança na internet

A internet tem muita coisa boa, como lojas virtuais de alta qualidade e confiáveis, sites de notícias bons, páginas institucionais com conteúdos úteis para os usuários. Mas infelizmente a internet também é um antro de pessoas com intenções duvidosas que burlam sistemas para conseguir coletar dados e outras informações dos internautas para cometer crimes diversos.

Há pouco mais de três anos a segurança na internet é amplamente discutida no meio digital. A Google iniciou em 2014 uma campanha chamada HTTPS Everywhere (HTTPS em todos os lugares). Uma das medidas da empresa foi implementar no algoritmo de classificação de resultados das pesquisas uma função que prioriza páginas criptografadas, para que nos resultados do Google os usuários acessem páginas mais seguras, independente de ser loja virtual, blog, fórum, rede social, entre outras.

Mas como saber se site é seguro mesmo?


Parece fácil identificar, mas milhões de brasileiros não conseguem verificar corretamente quando um site é seguro e por isso há registros de milhares de golpes por aí.

Preste atenção no visual e escrita


Não é uma regra por que há golpistas atentos a minuciosos detalhes, mas geralmente o visual do site (layout) contém falhas, não é agradável e possui uma navegação complicada. Se atente ao conteúdo, verifique se o texto é claro e se há erros grotescos de gramática ou digitação. Esses pequenos detalhes podem atenuar que você está em uma página insegura e falsa, construída para algum fim maléfico.

Usuários são mais independente. Então pesquise


A reputação é o fator mais importante. Com as redes sociais, fóruns de discussão, artigos em blogs e comentários, além dos sites especializados de avaliações públicas, como Reclame Aqui, são ferramentas que auxiliam os usuários. Nunca deixe de pesquisar o que as pessoas e instituições falam sobre a loja virtual ou site que pretende utilizar. Muitas reclamações e queixas advertem contra o perigo.

Faça uma pesquisa detalhada


Mais de 80% dos internautas vão até a segunda página de resultados de pesquisas dos buscadores (Google e Bing, por exemplo). Isso é um erro, porque até a décima página é possível encontrar conteúdos com informações úteis, principalmente para pesquisas de empresas. Às vezes pode acontecer de reclamações ou artigos mais completos sobre a empresa estejam mais distantes das primeiras posições nos resultados de pesquisas por fatores técnicos, mas não deixam de ser essenciais para suas investigações. Leia cada conteúdo com muita atenção.


Detalhe técnico: o HTTPS


Preste atenção na navegação criptografada

Esse aspecto deve ser acompanhado com muita atenção principalmente no momento de realizar alguma compra, tanto de produtos físicos quanto digitais - cursos, palestras, e-books, por exemplo.

Inevitavelmente, informações pessoais e bancárias são inseridas no carrinho de compras. Caso haja falhas de segurança, os dados podem cair em mão erradas.

Na barra de endereços do seu navegador, preste atenção aos seguintes detalhes:


1. Verifique se o endereço da página possui o protocolo HTTPS.


Exemplo de uma página com HTTPSGeralmente, aparece um sinal de cor verde e a escrita HTTPS antes do endereço da página. Se o conteúdo abrir normalmente, significa que a página está criptografada e os dados inseridos são difíceis de serem capturados ilegalmente.



2. Acompanhe relatórios de erros


Mesmo indicando a criptografia a página pode conter elementos não seguros, como imagens, arquivos Java Script, links internos ou externos maliciosos, funções pop-up, entre outros.

Os navegadores avisam quando a página não estiver completamente segura. Para isso, basta verificar na barra de endereço no navegador se há alguma mensagem.



Google também consegue alertar


Exemplo do aviso sobre site invadido no resultado do Google
Poucas pessoas sabem ou prestam atenção, mas quando o robô de busca do Google detecta a presença de arquivos ou links maliciosos, o usuário é informado ainda no resultado de pesquisa. Quando isso acontece, evite acessar o site por mais conhecido que seja. Afinal, até os grandes sites podem ser infectados.

São nesses mínimos detalhes ao qual espero ter te ajudado a se atentar contra golpes na internet.

Mais informações sobre como saber se um site é seguro, também sugiro a leitura do artigo no site Tecmundo.
Marcações ou categoria: Todos
Imagem do jornalista Paulo Augusto Sebin

Escrito por

Jornalista especializado em marketing de conteúdo e SEO. Atua em comunicação organizacional e otimização de conteúdos para mecanismos de pesquisas. Já atuou em jornal impresso, assessoria de imprensa e emissora de rádio.


0 comentários:

Postar um comentário

 

Melhores do mês

Entre em contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Siga-me por e-mail

Por que confiar em Paulo Sebin?

  • Especialista em SEO com dezenas de projetos de sucesso.
  • Sempre trabalhou mais de 4 anos por empresa.
  • Certificações Google e Comunicação Social
Copyright © Especialista em SEO e consultor marketing digital - jornalista Paulo Sebin | Layout feito por Templateism.com