AD (728x60)

Copyright Text

quinta-feira, 10 de abril de 2014

Faça site bom para Google - Academy módulo 3

Compartilhe
Muitos donos de sites e agências buscam trabalhar com sites de alta qualidade para fazer site bom para o Google, afinal, ter bons posicionamentos é garantia de pelo menos muitos acessos e visibilidade para usuários de todo o Brasil, e dependendo do nicho de mercado, quem sabe para o mundo todo. Essa é a terceira e última seção do Google Academy, que ensina como fazer site de qualidade para boa indexação.


Você pode ler também o módulo 1 que fala sobre como criar site para Google e também o módulo 2 que aborda como fazer SEO de forma correta, escolhendo bons profissionais do ramo.

Módulo 3: Faça site bom para Google com alta qualidade

A primeira coisa que temos com que preocupar é se o site está de fácil indexação para o mecanismo de pesquisa. Às vezes o site pode funcionar bem nos navegadores mas apresenta outro comportamento para os robôs de busca. Existem muitas maneiras para se descobrir se realmente as páginas estão com sendo indexadas corretamente.

3.1 - Saiba como o Google está indexando suas páginas



  • Comando cache: no campo de busca do Google digite cache: seguido pela URL da página a ser verificada. O resultado será uma cópia que o Google armazenou caso tenha indexado. No lado direito superior acesse o link "Versão somente texto". Isso fará com que seja exibido apenas os textos indexados. Compare com a versão real da página e verifique se todos os textos estão realmente guardados em cache. Caso contrário, aplique melhorias de HTML para corrigir esse problema
Imagem de exemplo como capturar cache do Google para verificar indexação de textos.

  • Buscar como Google: esse comando está dentro da sua conta do Google Webmaster Tools. Caso seu site ainda não tenha uma conta configurada, saiba por que é importante instalar e configurar em seu site. Ele mostra todo o código fonte que o mecanismo consegue ler. Basta pegar o código fonte de seu site e comparar com a versão lida pelo Google. Se houver muitas divergências, separe as diferenças e estude na programação como resolver partes não indexáveis para os robôs de pesquisa.
Imagem de exemplo sobre o comando "Buscar como o Google".

  • BrowSEO: essa é uma ferramenta online que simula como os robôs fazem captura de páginas, eliminando por exemplo efeitos de CSS no seu navegador. É uma opção interessante por que você consegue visualizar de forma limpa e otimizada toda essa leitura.

3.2 - Acompanhe erros de rastreamento


Ilustração sobre erro nas páginas de um site. Robô com ponto de interrogação. Faça site bom e de qualidade para Google
Sempre acompanhe a lista de erros de acessos do Googlebot. Essas informações estão sempre disponíveis no Google  Webmasters Tools, que é capaz de indicar datas precisas quando o robô tiver dificuldades ao acessar algumas ou todas as páginas de seu site. Os erros mais comuns são:


  • Erros do site: são problemas internos no site que impedem o acesso do robô e geralmente os usuários também não conseguiriam acessar. O servidor pode estar com problemas ou não suportando vários acessos simultâneos. É necessário melhorar a memória e resposta do servidor para que esse tipo de problema não venha a acontecer.
  • Erros de URL: quando alguma coisa bloqueia o acesso do robô ou há link quebrado, ou seja, um link de uma página não está funcionando e o Google tenta rastrear mas não consegue exatamente por que o link indicado não existe mais.
  • Erro 404: páginas podem ser apagadas para adequações, certo? Nesse caso é necessário que quando o usuário tentar acesso  a uma página inexistente, deverá aparecer uma página personalizada e ideal para navegação, para que o usuário possa ter a oportunidade de continuar a navegação.

3.3 - Como está a segurança e qualidade do seu site?


Esse é um caso cada vez mais levado a sério no Google. Sites que foram invadidos por hacker ou tenha entrado em lista de spam perdem a relevância. O Webmasters Tools tem recursos que monitoram esses tipos de problemas.
  • Ataque de hacker ou malwares: se o Google identificar a presença de malware em seu site, que são programas maliciosos com vírus ou que manipulam o funcionamento das páginas para prejudicar usuários, logo é indicado no Webmasters Tools e se o problema não for corrigido, logo perderá a relevância.
  • Melhorias de HTML: O Google dá sugestões de como melhorar o site evitando tags duplicadas ou quando essas tags são de baixa qualidade.
  • Remova páginas do índice: se você bloqueou via Robots.txt algumas páginas já indexadas por serem de baixa qualidade, o ideal é pedir via Webmaster Tools a remoção delas nos índices de pesquisa. Isso evita páginas lixo no mecanismo.
Essas são apenas algumas das recomendação básicas e iniciais na hora de pensar em fazer um site bom para Google, que seja amigável. Os bons posicionamentos só acontecem com o tempo, e principalmente com auxílio de um analista de SEO. Contrate Paulo Sebin para fazer projeto de SEO em seu site. Produza conteúdos de qualidade para que a sua reputação aumente. Divulgue seu site na rede. Quanto mais pessoas o conhecerem, maiores são as chances de outras pessoas criarem links para o seu negócio online.

Jornalista atuante em consultoria de SEO para Google na agência K2 Comunicação, da cidade de Londrina - PR. Produz conteúdos para web em geral, otimizados e com qualidade. Siga-me Google+, Twitter e Facebook.
Marcações ou categoria: Artigos Internet
Imagem do jornalista Paulo Augusto Sebin

Escrito por

Jornalista especializado em marketing de conteúdo e SEO. Atua em comunicação organizacional e otimização de conteúdos para mecanismos de pesquisas. Já atuou em jornal impresso, assessoria de imprensa e emissora de rádio.


0 comentários:

Postar um comentário

 

Melhores do mês

Entre em contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Siga-me por e-mail

Por que confiar em Paulo Sebin?

  • Especialista em SEO com dezenas de projetos de sucesso.
  • Sempre trabalhou mais de 4 anos por empresa.
  • Certificações Google e Comunicação Social
Copyright © Especialista em SEO e consultor marketing digital - jornalista Paulo Sebin | Layout feito por Templateism.com